Quando os pedreiros olharam através DESTA janela no 9º andar, algo tocou seus corações.


Vivian Keith é uma garotinha americana de apenas dois anos. Apesar de tão jovem, a menina foi diagnosticada com leucemia e teve que se despedir aos poucos de seus cachinhos dourados. Agora sua rotina é repleta de visitas ao hospital e cansativas sessões de quimioterapia.

Mas tem uma coisa que sempre alegra a pequena Vivian.


Em frente ao hospital onde Vivian está internada há uma gigantesca obra em andamento. Todos os dias a menina gruda na janela do seu quarto, no nono andar, para observar o que acontece na construção. Isso a ajuda a esquecer um pouco do doloroso tratamento. “Toda manhã ela acorda e vai para a janela acenar”, conta Ginger Keith, a mãe da Vivian. “E a gente tem que dar tchau até alguém acenar de volta!”

Esse pequeno espetáculo se repete cotidianamente, até uma manhã em que Vivian tem uma surpresa. Neste dia especial, ela acordou e foi até a janela para acenar, como sempre fazia. Mas ao invés de dar tchau de volta, dois funcionários, Trevis Barnes e Greg Combs, apontaram para uma viga de aço. Lá eles tinham escrito “fique boa logo” em letras bem grandes.

Porém, eles não fizeram apenas isso. Após meses de contato através de uma janela, Travis e Greg foram pessoalmente visitar Vivian. “Eu pensei nos meus filhos, e no quão valiosa a vida é,” lembra Travis, com lágrimas nos olhos. “Eu fico muito feliz em perceber que um gesto tão simples pode melhorar o dia de alguém!”

Esse foi um momento inesquecível para todos os envolvidos! “Eu os agradeço de coração por terem trazido um sorriso para o rosto da Vivian,” diz a mãe da criança, emocionada. Amanhã, como todos os dias, a menina vai sentar outra vez no parapeito da janela e acenar para os trabalhadores. Mas desta vez, do outro lado não estarão estranhos, e sim novos amigos.

Essa é uma história que toca corações! Com um gesto simples esses dois homens levaram alegria para a pequena Vivian num momento muito difícil. Se você acredita que mesmo no nosso dia-a-dia atribulado podemos fazer a diferença na vida de alguém, compartilhe este relato e espalhe uma corrente do bem!

Via: Não Acredito