Lembra desse ator de Senhora do Destino? Veja o que aconteceu com ele


A trama de Aguinaldo Silva, “Senhora do Destino”, fez e faz muito sucesso no Brasil e por todos os lugares onde foi exibida. A novela conta uma história emocionante de uma mãe em busca de uma filha perdida. Além de ser uma trama fantástica, ela também revelou vários talentos brasileiros que ainda estão atuando e mostrando sua arte ou que não tiveram mais oportunidades na TV, como é o caso de Agles Steibs. Em “#Senhora do destino” o personagem do rapaz era o Maikel Jackson, que tinha uma família que sempre lhe dava dores de cabeça. A mãe dele na trama era interpretada por Adriana Lessa e o seu pai por Ronnie Marruda.

Agles nasceu no dia 9 de agosto de 1983.

Ele é ator, cristão e cineasta brasileiro. O rapaz começou na carreira de ator quando era criança e se profissionalizou em artes cênicas. Aos 21 anos de idade, ele começou a estudar cinema e, na mesma época, foi considerado como um atores negros de maior talento no país. O carioca também se destacou na imprensa internacional quando participou de alguns filmes e seriados americanos, ele foi o terceiro brasileiro a trabalhar em Hollywood. Em 2012, ele participou do filme “Heleno de Freitas” e fez o papel de um dos jogadores da época, Juvenal.


Teatro e televisão

Agles participou de inúmeras peças de teatro no Brasil: “O Rapto das Cebolinhas”, “Os mortos Nunca Caem” e o “O reino dos Mal” foram uma delas. Depois do enorme sucesso que ele fez na trama de Aguinaldo Silva, o ator recebeu vários convites para trabalhar na TV e participou de #novelas como: “Duas Caras”, “Guerra e Paz”, “Aquele Beijo” e entre outros sucessos da emissora carioca.

Mas, afinal de contas, por onde anda o ator Agles Steib, que fez a novela “Senhora do Destino”?
Aos 34 anos de idade, o rapaz é escritor e diretor de esquete de teatro cristão. Ele tem uma empresa que leva o seu sobrenome, Steib Produções, e produz trabalhos para cinema, clipes, publicidade e teatro. Em março deste ano, Agles dirigiu um filme que mostra como é a vida de um viciado em drogas nos centros de recuperação.

O filme “Cidade Refúgio” foi lançado em abril e foi filmado na baixada Fluminense. Foram convidados a fazer o filme ex-internos e também pastores que eram viciados ou já foram presos inúmeras vezes. Há 4 anos, o ator e diretor faz parte da religião evangélica. Além de dirigir o filme, ele também atua e o seu personagem tem o nome de Alex, que é um ex-usuário e depois de começar o tratamento no centro de recuperação, ele vira pastor.