ESTA BEBÊ NUNCA COMEU AÇÚCAR NA VIDA. VEJA COMO ELA ESTÁ HOJE EM DIA!


A australiana Shan Cooper só quer o melhor para sua filha Grace de 2 anos, que à primeira vista, parece uma criança comum. Mas diferente das outras crianças, Grace só ficou doente uma vez, com um resfriado. Mas como é que essa menina tem um sistema imunológico mais forte do que as das outras crianças?

“Ela brinca com muitas crianças que estão tossindo e com o nariz escorrendo e que espalham facilmente os germes. Mas diferente delas, Grace não fica doente” – diz a mãe.

Desde o nascimento Grace vive uma dieta incomum, sua mãe acredita firmemente que é o que tem mantido sua filha tão saudável. A própria Shan mudou seus hábitos alimentares, agora se sente muito mais saudável. Se mudar sua dieta a ajudou tanto, ela estava convencida de que também beneficiaria sua filha. 

Mãe e filha aderiram à “dieta paleolítica”, também conhecida como “dieta do homem das cavernas” ou “dieta da idade da pedra”. Focada em comidas que humanos pré-históricos comiam, geralmente com muitas carnes, vegetais, frutas e ovos. Ela corta totalmente os cereais e laticínios, assim como açúcar e qualquer tipo de comida processada. Aderentes à essa dieta acreditam que diabetes e doenças cardíacas podem ser evitadas com ela.

Grace não come comida processada, doces, pão ou toma leite. Uma refeição típica de Grace é frango frito em óleo de coco, batata-doce e brócolis. Ainda que Shan esteja convencida de que a dieta rica em nutrientes seja responsável pelo sistema imunológico forte da filha, alguns nutricionistas alertam que uma dieta pode não ser o melhor para todas as crianças.


Sem laticínios, cereais e legumes, podem faltar diversas vitaminas, nutrientes e fibras necessários para um desenvolvimento saudável. Shan sabe que talvez precise introduzir laticínios à dieta da filha , mas neste momento  ela vê os principais benefícios da dieta paleolítica. 

Shan não consegue entender por que algumas pessoas são críticas em relação à dieta da filha. No final das contas, ela está alimentando sua filha com comida “de verdade” ao invés de processada. Shan insiste que todos os pais reflitam sobre como estão alimentando seus filhos, mas ela não condena ninguém pela comida que escolhe dar à seus pequenos. 

Shan só espera que quando grace experimentar comidas menos saudáveis, perceba rapidamente que elas não fazem bem. Todos nós sabemos a sensação doentia ou enjoativa após comer compulsivamente. É muito mais saudável encorajar dietas balanceadas e saudáveis. A longo prazo, as crianças vão agradecer aos pais por isso!