Eliana desabafa sobre aborto: “A alegria acabou”


A apresentadora Eliana desabafou sobre um aborto espontâneo que sofreu ano passado. Segundo a artista, em um texto escrito para a revista Veja, ela engravidou do namorado, Adriano Ricco, mas, logo depois do ocorrido, toda a alegria “tinha acabado”.

“Essa gravidez foi muito desejada desde sempre. O Adriano ainda não era pai e eu, muito feliz por já ser mãe, sabia que se fosse para ter mais um, deveria ser logo, pois já tinha cruzado a linha dos 40. Então, no ano passado, conversamos, planejamos, engravidei e comemoramos muito. A alegria, porém, acabou no segundo mês. No início de novembro tive um aborto espontâneo. Além da família e dos muito íntimos, ninguém soube nem da euforia e nem da tristeza que vivemos; do desabar dos sonho”, escreveu.

Segundo Eliana, os dois viveram a dor da perda no silêncio. “Dois dias após a curetagem –, um processo difícil, tanto físico como emocionalmente –, eu já estava no palco, ao vivo por horas, no comando do Teleton, a maratona televisiva em prol da AACD, da qual sou madrinha. Tentei sublimar a minha perda ajudando aquelas crianças com deficiência que tanto precisam e dando apoio àquelas mães tão especiais. Ninguém desconfiou de nada. Eu sorria por fora e chorava por dentro”, explicou.

Em janeiro, a apresentadora ficou grávida novamente. Mas, a gestação não foi nada tranquila. Com 14 semanas, ela teve de passar por uma cirurgia, o que complicou ainda mais todo o processo. Eu sofri com a recuperação, mas só pensava na bebê. Deu tudo certo. A Manuela foi uma guerreira. Hoje tenho apenas a lembrança deste momento bastante tenso e as cinco cicatrizes das pequenas incisões na barriga por onde passaram as “pinças” do robô”, disse.