Ela ficou assim após uma lesão no pescoço. E nem os médicos sabem o que fazer


A vida não começou nada bem para a garotinha Afhseen Qumbar, de Mithi, na província de Singh, no Paquistão. Com apenas nove anos, ela depende da ajuda dos pais para sobreviver. E isso apenas por causa de uma lesão no pescoço que a deixou assim.

Tudo começou quando ela atingiu os oito meses de idade. Segundo a mãe, Jameelan, ela caiu no chão enquanto brincava fora de casa e machucou o pescoço.

”Nós ignoramos sua condição inicialmente por conta da falta de dinheiro. Nós a levávamos para um curador local, mas sua condição nunca melhorou”, conta ela.


O problema dela?

Uma doença muscular raríssima, o que a impede de deixar o pescoço reto. Assim, ela não consegue andar, o que significa que ficar sentada é sua única opção.

Infelizmente, eles já consultaram diversos médicos diferentes, mas todos disseram que não podem oferecer tratamento para esse tipo de problema.

”É devastador ver minha filha desse jeito. Eu não posso vê-la sofrendo mais. Nenhum dos médicos conseguiu diagnosticar sua condição”, diz Jameelan.

O pior é que eles não conseguem levá-la para um grande hospital por conta dos custos altos.

”Quando ela começou a crescer, seus problemas se complicaram. Ela não é capaz de deixar a cabeça reta e costuma reclamar de dores no pescoço. Ela não consegue fazer nada sozinha e precisa de ajuda em tudo. Ela apenas senta em um canto e ocasionalmente brinca com os irmãos”, conta a mãe.

Além disso, eles são obrigados a carregá-la para todo lugar. Se já é difícil agora enquanto Afhseen tem apenas nove anos, imagina depois.

Rejeição fora de casa

A menina é mantida em casa na maior parte do tempo, por conta dos comentários maldosos e toda a rejeição que a persegue. Em relação aos estudos, ela é ensinada em casa.

Quem sabe um dia ela não consegue finalmente um tratamento que acabe com isso?

Fotos: Reprodução/Caters New Agency.

Fonte: Daily Mail.