DOS 51 ATORES DE SENHORA DO DESTINO, 8 JÁ MORRERAM CONFIRA


No dia 13 de março, a TV Globo começou a reprisar a novela ‘#Senhora do destino’, de 2004, no ‘Vale a Pena Ver de Novo’. O que pouca gente sabe é que dos 51 atores que fizeram parte da trama, 7 já morreram. Ícones da televisão brasileira como José Wilker e Raul Cortez que brilham no folhetim global já faleceram e deixaram muitos fãs desolados.
A trama assinada pelo dramaturgo Aguinaldo Silva é uma das #novelas mais assistidas de toda a história da emissora. Ao longo dos 13 anos passados após a exibição da atração na TV Globo, 14% do elenco faleceu. Ao todo são sete óbitos e inclusive um deles aconteceu enquanto a novela ainda estava no ar.

Dentre os profissionais que abrilhantaram o folhetim, estão atores que interpretaram personagens de destaque na história e outros que nem tanto, mas que deixaram saudade.

Um dos personagens de maior destaque na novela é o bixeiro Giovanni Improtta, interpretado pelo saudoso ator José Wilker, que morreu em 2014 em decorrência de um infarto fulminante enquanto dormia. Raul Cortez, que encarnou o famoso Barão de Bonsucesso, faleceu em 2006, aos 73 anos, em decorrência de um câncer. Na época que descobriu o tumor,’o artista ainda gravava a novela e precisou ser afastado dos trabalhos.


Durante o afastamento de Cortez, Aguinaldo Silva optou por dar mais destaque a um dos personagens do folhetim, o mordomo Alfred, vivido por Ítalo Rossi, que faleceu aos 80 anos, em 2011 após complicações respiratórias.

Entre outros artistas que estiveram presentes na novela e que já faleceram está o português Nuno Melo, que interpretava o taxista Constantino. Melo veio ao Brasil apenas para este trabalho e retornou ao seu país natal logo em seguida, onde participou de vários trabalhos na TV portuguesa e morreu em decorrência de um câncer no fígado, em 2006.

Ainda durante as gravações do folhetim, a atriz Miriam Pires, que viveu a governanta Clementina, faleceu após ser diagnosticada com toxoplasmose. Mara Manzam, que foi consagrada pelo bordão “Cada mergulho é um flash”, viveu a personagem Janice na novela e faleceu em 2009, após uma árdua luta contra um câncer de pulmão.

Dentre os artistas que estiveram no elenco da atração global estava à atriz Yoná Magalhães, intérprete da personagem Flaviana, que morreu em 2015 devido a uma grave doença no coração.

Ainda é possível matar a saudade de todos esses artistas maravilhosos. Senhora do Destino está sendo exibida pela TV Globo de segunda a sexta-feira, no ‘Vale a Pena Ver de Novo’.

O diretor e ator Nelson Xavier morreu nesta terça-feira (9), aos 75 anos, em Uberlânia, Minas Gerais. O falecimento do artista foi confirmado pela filha Tereza Villela Xavier, que publicou texto em suas redes sociais. Para a filha, o pai que já era estrela, agora “virou planeta”.

“Lamento informar a quem possa interessar que meu pai Nelson Xaiver faleceu esta noite em Uberlândia. Seu corpo será transferido, celebrado e cremado no Rio de Janeiro em cemitério ainda não determinado”, escreveu Tereza”.

“Agradeço desde já as mensagens de apoio. Ele virou um planeta! Estrela ele já era. Fez tudo o que quis, do jeito que quis e da sua melhor maneira possível, sempre”, continuou a filha. Ela mudou a foto de seu perfil para a cor preta, em luto.

Nelson Xavier nasceu em 30 de agosto de 1941 e morreu após cinco décadas de dedicação as carreiras de diretor e ator no teatro, na TV e no cinema.

No cinema, seus principais trabalhos foram nos filmes Eles Não Usam Black Tie (1981), O Bom Burguês (1982) e Narradores e Javé (2003). Em uma de suas mais recentes atuações famosas, o ator interpretou Chico Xavier na biografia adaptada para o cinema, de 2010.

Xavier atuou junto com a TV Globo, trablhando em 24 novelas. Sua primeira aparição na emissora foi em 1967, com Sangues de Areia, e a última em 2015, com Babiolônia.

O artista foi reconhecido com o prêmio de Melhor Ator no Festival de Gramado, por sua atuação em O Testamento do Senhor Nepomuceno.